Resenha sobre o Filme “Invenção da Infância”

abril 30, 2010

A infância e sua pluralidade, uma grande expectativa para quem é curioso.

Filme: “A invenção da infância”

Documentário: 1996

O filme enfoca com ênfase a questão dos contrastes existentes em situações sociais diferenciadas que se cruzam no ponto comum: crianças vivendo como adultos.

No documentário: “a invenção da infância” é imprescindível para quem quer descobrir os caminhos e descaminhos da noção de infância no Brasil. Relatando também que a infância surge como um momento essencial para a criança no tempo das grandes descobertas. Já não se movia tão facilmente e começam a investir nesses seres tão frágeis.

Para as crianças inventa-se a infância quando se decide deixá-las brincar, irem à escola e ”ser criança”. Partindo desta visão, as crianças pobres são vistas como meio de ajuda a família, assim, algumas mães relatam no filme a perda de muitos filhos devido à situação precária e reclamam da perda deles por não poderem ajudar no sustento da família. Desse modo, as crianças são vistas como força trabalhista.

Já as crianças das classes abastadas têm muitas atividades físicas para ser realizadas, que sobrecarregam deixando de lado o tempo de brincar.

Diante dessa realidade as crianças são levadas a pensar e agir como adultos, pois os atos e responsabilidades estão enfocados como ato principal no filme. Mesmo diante dessa tarefa de ser responsável pela família e por si, as crianças mencionam a tristeza por não sobrar tempo para brincar e estudar, independente das diferenças sociais.

Desta forma, acredito que na sociedade brasileira atual, apesar de existir uma legislação que defini o que é ser criança e também seus direitos reservados à infância, não é o que vivenciamos na prática, pois nem sempre ser criança é ter direito a viver a infância, seja pela exclusão social ou pela exploração do seu trabalho ou pela exposição delas às rotinas, aos valores e às práticas do mundo adulto.

Mediante a competitividade presente na sociedade moderna, atinge as crianças brasileiras de diferentes grupos sociais; ao mesmo tempo servem como reflexão sobre a exploração do trabalho infantil, os direitos humanos em relação à infância. Partindo desta visão, precisamos tomar conhecimento sobre quais iniciativas podem contribuir para a coibição desta exploração em nosso país.

ATIVIDADE AVALIATIVA

novembro 27, 2009

Na educação infantil, a linguagem oral e escrita é um dos elementos mais apreciado pelos educadores da área.



Resenha do filme

novembro 12, 2009

O filme “Piratas do Vale do Silício” retrata a história de dois jovens de personalidades diferentes, que se tornaram grandes empreendedores na área de microinformática, sendo eles (Bill Gates e Steve Jobs) fundadores da Microsoft e Apple.

Aborda a trajetória da informática e da popularização dos computadores, mostrando que não foram grandes indústrias que criaram os computadores, mas sim, jovens em busca de uma máquina que pudesse mudar o mundo, provando que seus objetivos fossem divulgados e aceitos na sociedade.

Neste filme observa-se a clareza que no início dos anos setenta, os computadores, chamados de mainframes, eram de grande porte e ocupavam grandes espaços. Mas também existia um público ansioso para usufruir dessa tecnologia. Assim, podemos verificar que Steve Jobs e Steve Wozniak, juntos desenvolveram uma espécie de primeiro computador pessoal como resultado de intensos trabalhos numa garagem.

O filme mostra que no centro de pesquisa da Xerox, a APPLE é instrumentalizada com mecanismos que facilitam o uso dos computadores pelas pessoas. Partindo daí  a Apple cria o Macintosh e o Lisa, dois projetos com interface gráfica e assim que surge a interface gráfica, ícones que através do mouse guiam à seleção e execução de tarefas. Neste meio da trajetória a namorada de Jobs fica grávida e ele não quer assumir a sua filha, porém, insiste em colocar o nome dela de Lisa.

Mas, uma cartada de Bill Gates define a liderança da IBM e da Microsoft no mercado de computadores e assim, a Aplle se rende a Bill Gates.

Menciona que os  lideres da IBM não valorizavam o software mas o hardware. Com isso, Bill Gates e seus parceiros Allen e Balmer precisavam agora de um sistema operacional; Pall Allen consegue comprar o Q-DOS da Seattle Computer por 50 mil dólares e com algumas modificações surge o MS-DOS.

Dessa forma, Bill Gates que possui uma lábia vencedora consegue trabalho na Apple, representando a Microsoft e faz uma nova cópia sobre a Apple, lançando então o Windows. Diante da arrogância de Jobs, ele se traiu, mostrando o ouro ao pirata e quando Jobs descobre já é tarde.

Finaliza o filme mostrando que Jobs se consolidou a sua família e voltou para à Apple após ser desligado e Wozniak ensinando informática a crianças e Gates consignado como o mais rico do mundo.

Analisando o filme, podemos constatar que foi muito enriquecedor para nós a transmissão deste filme, pois estamos no meio  de um trajeto e partindo do filme “Piratas do Vale do Silício”, podemos dizer que abriu-nos a visão do mundo diante da tecnologia que existe atualmente. Assim, obtivemos a importancia de saber como se deu a revolução da informática e perceber  a necessidade de tê-la nos dias de hoje em qualquer lugar que estejamos. diferentemente da época em que se lançavam as primeiras máquinas no mercado.

Uma história impressionante e recomendo.

Um caminho de descobertas

outubro 11, 2009

Descobrimos a cada dia lugares maravilhosos.Google

E as belas transformações.

Um novo olhar sobre Alfabetização

outubro 9, 2009

Após os seminários sobre os métodos de alfabetização que foram mais usados pelas professoras alfabetizadoras, podemos encontrar caminhos que não se enfoque tanto por “eles”. Ao presenciar que os métodos sintéticos são constituidos das partes menores para a maior da escrita e que os métodos analíticos são entendidos das partes maiores para as menores da escrita, podemos detectar que nem todos os aluno conseguem se pendurar em métodos prontos, mas isto ocorre porque estamos vivendo uma era de tecnologia e que há uma necessidade de evoluir junto com esta tendência para uma geração alfabetizadora mais progressiva e para que alcance sucesso com a realidade de cada contexto socialmente escrito e que ocorra o comprometimento por parte da grupo pedagógico das escolas em seus determinados lugares.

Educar

outubro 8, 2009

Uma concepção que depende da realidades e muda de acordo com o tempo e contexto. Google

Aspectos fundamentais do uso da informatica na educação

outubro 2, 2009

            Aspectos fundamentais do uso da informática na educação

 Esta tecnologia é considerada uma extensão progressiva no campo educacional, pois a informática torna as propostas metodológicas de aprendizagem com maior relevância. Quando há uma cooperação e colaboração com os aspectos pedagógicos e a interação com a informática, o processo de aprendizagem se articula com mais eficiência.

É preciso que as escolas sofram transformações perante esta tecnologia e contribua para uma aprendizagem inovadora, levando o indivíduo a se sentir-se como um ser globalizado e capaz de interagir e competir com igualdade na busca de seu sonho profissional. Dessa forma, é necessário o professor apropriar-se dessa tecnologia para mobilizar o corpo docente da escola a se preparar para o uso do Laboratório de Informática na prática diária de ensino-aprendizagem. Não se trata, portanto, de fazer do professor um especialista em Informática, mas de criar condições para que se aproprie dentro do processo de construção de sua competência, da utilização gradativa dos referidos recursos informatizados e para gerar novas possibilidades de sua utilização educacional.

 Se um dos objetivos do uso do computador no ensino for o de ser um agente transformador, o professor deve ser capacitado para assumir o papel de facilitador da construção do conhecimento pelo aluno e não um mero transmissor de informações. 

 Mas o professor deve ser constantemente estimulado a modificar sua ação pedagógica. Aí entra a figura do coordenador de Informática, que está constantemente sugerindo, incentivando e mobilizando o professor. Não basta haver um laboratório equipado e software à disposição do professor; precisa haver o facilitador que gerencie o processo o pedagógico para que os alunos avançam na aprendizagem construindo saberes.

 O ensino através do computador significa que o aluno, por meio da máquina, tenha condições de adquirir conceitos sobre qualquer campo do conhecimento. Isto significa que, quando a informática é utilizada dessa maneira, temos uma versão computadorizada dos métodos tradicionais de ensino (SILVA, 2005).

 

REFERÊNCIA

SILVA, D. Educação, Tecnologia e seus caminhos. Centro de referencia

educacional. 2005.

 

http://www.facos.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=447&Itemid=42